PF faz operação contra vacinação ilegal de empresários nesta sexta

 A Polícia Federal (PF) faz, na manhã desta sexta-feira (26), uma operação de buscas em endereços ligados à Viação Saritur, em Belo Horizonte. A corporação investiga se empresários do setor do transporte foram vacinados ilegalmente contra a Covid-19.

Agentes da PF apuram a suposta importação e administração irregular de vacinas. A suspeita é de que houve importação irregular de doses da Pfizer e receptação. Ao todo, quatro mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 35ª Vara Federal Criminal de Belo Horizonte para que sejam recolhidas provas relativas ao caso.

De acordo com uma reportagem da revista Piauí, empresários cometeram duas irregularidades ao comprar o imunizante por iniciativa própria: fizeram a aquisição e a vacinação antes que os 77 milhões de brasileiros dos grupos prioritários tenham sido vacinados, e sem a doação de metade das vacinas adquiridas ao SUS, como prevê a legislação. Cada vacina custou R$ 600. 

Entre os vacinados, disse a revista, estaria o ex-senador e ex-presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Clésio Andrade. Ao portal G1, ele afirmou desconhecer o assunto e que está em quarentena, no Sul de Minas, há dois meses.

A Pfizer negou a venda de vacinas fora do Programa Nacional de Imunização (PNI).

Postar um comentário

0 Comentários