Delegada prende pais de criança de um ano que morreu com várias lesões em RO

 

A delegada da Delegacia de Homicídios, Leisaloma Carvalho, prendeu em flagrante e mandou para a cadeia os pais do bebê de um ano, que deu entrada no Hospital Infantil Cosme e Damião, sem vida na manhã desta terça-feira (15), em Porto Velho.

Durante o interrogatório, os pais da criança apresentaram várias versões para tentar justificar a morte do filho. “Eles disseram que as feridas estavam no corpo da criança há dois dias e alegaram que estavam tratando as feridas com pomadas, mas em nenhum momento levaram o menino para o hospital”, detalhou a delegada.De acordo com a delegada, a criança foi privada dos cuidados indispensáveis de saúde pelos pais e apresentava várias lesões pelo corpo por falta de atendimento médico. “No corpo da criança, foi possível constatar lesões em carne viva e havia também ferimentos dentro da boca do bebê”, disse.

Nesta manhã, ao perceber que a criança estava desacordada, o casal levou o filho para o hospital, mas já era tarde demais. O bebê chegou sem vida no Hospital Infantil Cosme e Damião, segundo a médica que atendeu a criança. “Ainda foram feitos os trabalhos de reanimação do menino, mas ele já estava morto”, enfatizou Leisaloma Carvalho.

Ainda de acordo com a delegada, no hospital, a equipe medica realizou uma endoscopia no menino e constatou que ele não tinha se alimentado, desmentindo a versão dos pais que disseram que eles teriam dado comida para o filho durante a manhã.

Segundo Leisaloma Carvalho, a mãe e o pai da criança apresentavam um comportamento tranquilo e calmo durante o interrogatório. “Em nenhum momento demonstraram comoção com a morte do filho. Nada justifica o jeito que aquela criança estava. Não há motivos para ela ser deixada à míngua e vamos aplicar o rigor da lei em relação aos pais dessa criança”, enfatizou a delegada.

Agora, os policiais irão investigar para saber se há histórico de maus-tratos e negligência por parte do casal com o bebe e os outros dois filhos que eles possuem juntos.

O corpo do bebê está no Instituto Médico Legal (IML), onde passa por exames periciais para saber desde quando as lesões estavam no corpo da criança e a causa da morte. “Com o laudo, nós vamos conseguir saber exatamente o que levou o óbito do bebê”, explicou à delegada.

Os pais foram indiciados pelo crime de negligência, e encaminhados para o presídio estadual, onde ficarão à disposição da justiça. (Rondoniagora)

Postar um comentário

0 Comentários