Decretada prisão de Roberto Dias, ex-diretor da Saúde que chamou jantar da propina de “chope casual”

 

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz, deu voz de prisão contra o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Dias, que depõe nesta quarta-feira (7) à comissão.

"Ele vai ser recolhido agora pela polícia. Ele está mentindo desde de manhã. O senhor está detido pela presidência da CPI", declarou Aziz.

O presidente da CPI também citou áudios de Luiz Paulo Dominghetti, suposto representante da Davati Medical Supply, que segundo ele seriam a prova da mentira de Dias à comissão.
 

O senador também afirmou que o depoente teria preparado um "dossiê" para fazer sua defesa e que sabia até onde estava guardado.

A advogada do depoente protestou contra a prisão. "Isso é uma ilegalidade sem tamanho".
A sessão foi encerrada por volta de 17h50 com a ordem prisão mantida por perjúrio. "Pode levar", disse Aziz ao final da sessão. Fonte: Com informações da Agência Senado

Postar um comentário

0 Comentários