Existe um 'mensalão no Ministério da Saúde', afirma Luis Miranda...

 25.jun.2021 - O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), durante depoimento à CPI da Covid - Jefferson Rudy/Agência Senado

25.jun.2021 - O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), durante depoimento à CPI da CovidImagem: Jefferson Rudy/Agência Senado

Do UOL, em São Paulo

07/07/2021 18h56Atualizada em 07/07/2021 19h10

deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) afirmou que existe um "mensalão dentro do Ministério da Saúde". A declaração foi feita hoje após a sessão da CPI da Covid que determinou a prisão do ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias, que prestava depoimento ao colegiado.

Existem aumentos absurdos, da noite para o dia, em contratos internos milionários. É o mensalão do Ministério da Saúde que ninguém está vendoLuis Miranda em declaração transmitida pela CNN

Durante o depoimento de hoje, Dias transferiu toda a responsabilidade da decisão de compra dos imunizantes inflacionados para a secretaria-executiva do comandante Élcio Franco.

Ao ser questionado sobre isso, Miranda disse que nem seu irmão, o servidor de carreira do Ministério da Saúde, Luis Ricardo Miranda, não sabe desses detalhes.

O que sabemos, óbvio, é que tem uma vacina de 10 dólares, ofertada por uma empresa, que da noite para o dia vira 15 dólares. Está caracterizado ali uma terceira intençãoLuis Miranda em declaração transmitida pela CNN

Miranda disse que acredita na existência de "corrupção" no Ministério da Saúde. A resposta do parlamentar foi dita após ser perguntado se as suspeitas que a Comissão Parlamentar de Inquérito tem encontrado seriam indícios deixados por quem deseja disputar cargos na pasta.

Não é cargo, essa história. Isso é corrupção. Pesada. E nem todo mundo é da laia dessas pessoas. Meu irmão é um exemplo clássico disso, que já colaborou com o Ministério Público Federal, com a Polícia Federal veio colaborar com a CPI. E foi atacado exatamente pelo mesmo grupo que tenta esconder, a todo custo, o que acontece dentro do Ministério [da Saúde]Luis Miranda em declaração transmitida pela CNN

UOL entrou em contato com o Ministério da Saúde para saber se a pasta gostaria de se manifestar a respeito das declarações de Miranda e aguarda um retorno.

Aziz manda prender Dias

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), determinou a prisão do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, sob acusação de mentir à comissão.

A decisão do parlamentar foi tomada com o intuito de evitar que a Comissão Parlamentar de Inquérito "vire chacota".

Prender alguém não é uma decisão fácil. Mas, não aceito que a CPI vire chacota. Temos mais de 527 mil mortos nesta pandemia. E gente fazendo negociata com vacina. A Comissão busca fazer justiça pelo Brasil", escreveu o senador em uma rede socialOmar Aziz, presidente da CPI da Covid

A decisão de Aziz gerou bate-boca, e nem todos os senadores concordaram com a prisão de Dias.

A advogada do ex-servidor protestou contra a prisão, dizendo que o ato é uma ilegalidade e que seu cliente estava colaborando com a CPI desde a manhã.

Agora, a defesa de Dias tenta negociar a soltura do ex-servidor do Ministério da Saúde. Até o momento, ele segue detido.

Postar um comentário

0 Comentários