Secretário regional destaca ações do governo Marcos Rocha em Vilhena

 

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraetrutura (Sedi) já recebeu mais de 160 propostas, de micro empreendedores interessados na concessão de crédito do Programa de Apoio às Micros e Pequenas Empresas e Empreendedores de Pequenos Negócios de Rondônia (Proampe). Os pedidos são cadastrados na plataforma digital do programa para os processos de análise e liberação.


De acorco com o secretário regional de Vilhena, Nilton Gomes, o Proampe tem sua base na orientação do governador Marcos Rocha, para dar suporte às pequenas iniciativas produtivas empresariais e tem como principal objetivo estimular as atividades econômicas, viabilizando melhores condições de vida e competitividade sustentável para os empreendedores de pequenos negócios do Estado, uma vez que os juros são menores que os créditos aprovados por outras instituições bancárias.

A 8ª unidade do Proampe foi inaugurada no município, no dia 14 de maio, com a presença do superintendente da Sedi, Sergio Gonçalves, onde assinou o termo de adesão com a prefeitura municipal para dar início ao programa de microcrédito, visando fortalecer o setor econômico do Estado.

Analisando a importância do programa para os empreendedores, o prefeito Eduardo Japonês assinou o Termo de Adesão, que conta com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), da Associação Comercial e Empresarial de Vilhena (Aciv) e de uma instituição financeira.

Segundo a agente de desenvolvimento da Secretaria de Turismo e Comércio (Semtic) de Vilhena, Rita Correia, as solicitações de crédito ultrapassaram a marca de mais de 160 cadastros de microempreendedores na plataforma eletrônica. “A plataforma está aberta para qualquer empreendedor que queira fazer a proposta. Não tem data limite, por enquanto. Mais de dez empreendedores já foram beneficiados, com seus cadastros aprovados”.

Os empreendedores da região Sul do Estado, interessados na aquisição do financiamento, podem apresentar proposta no portal https://proampero.web.app/home ou se apresentar à unidade de atendimento para detalhes e esclarecimentos sobre os benefícios do programa e protocolar seu pedido.

Sala de atendimento da unidade do Proampe em Vilhena/2021

A sede do Proampe no município atende na Casa do Empreendedor, localizada no espaço municipal, e conta com dois agentes de créditos que foram treinadas pelo Programa de Formação de Agentes de Crédito (Profac). Eles  acompanham os lançamentos das propostas, avaliam o perfil socioeconômico e realizam a vistoria no local para fazer um levantamento da viabilidade econômica do empreendedor e só depois liberam o valor do empréstimo.

Os cadastrados também são avaliados pelo comitê das cooperativas bancárias, para verificação de restrição tanto no Serasa quanto no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

Rita destaca que o programa é voltado apenas para os pequenos empreendedores, uma vez que o faturamento da empresa não deve passar dos R$ 360 mil por ano. Os valores variam entre R$ 10 a R$ 30 mil, de acordo com a capacidade de endividamento, ou seja, a capacidade de pagamento de cada empreendedor. “As agentes acompanham criteriosamente a realidade de cada solicitante, para não correr o risco de alguém criar uma empresa, solicitar o crédito e após aprovado, no outro dia a empresa não existir mais”.

A agente de desenvolvimento, comenta que os juros ficaram muito interessantes. “A taxa de juros do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic), do dia, + 1,25 % ao ano. Se o empreendedor pegar e fizer o investimento correto, ele vai ganhar, Vilhena vai ganhar, e vai movimentando a economia do Estado”.

O secretário da Semtic, Adilson Oliveira, reforça que essa iniciativa do governador Marcos Rocha chegou na hora certa para os empreendedores. “Logo que foi implantado em Vilhena, demos início à ação para ajudar os empreendedores nessa situação difícil que estávamos enfrentando durante a pandemia. Esse microcrédito produtivo e orientado veio para fortalecer e movimentar o comércio local, bem como a economia do Estado”.

SOBRE O PROGRAMA

Instituído no final do ano passado pelo Governo de Rondônia, por meio do Decreto n.º 25.555, de 16 de novembro de 2020, o Proampe já tem os primeiros modelos de negócios que deram certo com boas perspectivas para o empreendedorismo do rondoniense, marcado por iniciativas de valor que estão reerguendo projetos prejudicados pela pandemia e que já estão gerando emprego e renda em várias regiões do Estado.

Postar um comentário

0 Comentários