Acusado de participação na morte de ex-vereador é preso em Mato Grosso


 

Pedro Magro” estava escondido em fazenda a 20 km de Comodoro (MT)

Foi capturado na tarde desta segunda-feira, 30, em uma fazenda a cerca de 20 km de cidade de Comodoro, em Mato Grosso, o principal suspeito de envolvimento na morte do ex-vereador em Pimenteiras do Oeste, Delvi Pardim de Jesus, de 67 anos, executado a tiros em Vilhena na semana passada.

Apontado nas investigações policiais como suspeito número 1 do crime, o homem identificado como Pedro Loureiro da Fontoura, de 52 anos, conhecido como “Pedro Magro”, teria fugido após sua prisão ser decretada (ENTENDA AQUI).

O crime chocou a região em virtude da frieza: a vítima foi retirada de dentro de um carro, amarrada e amordaçada, e depois executada a tiros no meio da rua (LEMBRE AQUI). A motivação do assassinato ainda não foi divulgada.

Segundo apurou o FOLHA DO SUL ON LINE junto a autoridades de Segurança de Mato Grosso, desde a execução do ex-vereador, as polícias de Vilhena e Comodoro (MT) trocavam informações.

Hoje, ao receber denúncias de que Pedro poderia estar na propriedade rural onde trabalha um parente dele, uma equipe composta por 3 policiais militares de Vilhena e 1 de Comodoro foram até o local.

Ao ver a guarnição, o foragido tentou correr, mas foi alcançado. Conforme foi relatado ao site, ao ser interrogado, depois do cumprimento do mandado de prisão, Magro negou participação no homicídio. Ele ficará preso na cidade vizinha até que a justiça determine sua transferência para Vilhena.

O FOLHA DO SUL ON LINE segue acompanhando o caso.


Postar um comentário

0 Comentários