China determina o confinamento de 1,2 milhões de pessoas diante de novos casos de covid-19 com a variante delta

 

Pequim, 2 Ago 2021 (AFP) - Milhões de pessoas estavam confinadas em suas casas na China nesta segunda-feira (2), enquanto o país tenta conter o maior foco de coronavírus em meses com testes em larga escala e restrições às viagens.

A China informou nesta segunda-feira 55 novos casos de coronavírus de transmissão local. O surto da variante delta, de rápida propagação, já atingiu mais de 20 cidades e mais de uma dezena de províncias.

Os governos das principais cidades, incluindo Pequim, organizaram testes para milhões de pessoas, ao mesmo tempo que isolaram áreas residenciais e colocaram em quarentena os contatos de pessoas infectadas.
 

A cidade de Zhuzhou (centro), na província de Hunan, ordenou nesta segunda-feira a mais de 1,2 milhão de pessoas que permaneçam em casa sob um isolamento rígido durante os próximos três dias, enquanto coloca em prática uma campanha de teste e vacinação em toda a localidade.

"A situação continua sendo sombria e complicada", afirmou o governo de Zhuzhou.

Postar um comentário

0 Comentários