Número de novos postos de trabalho cresce cerca de 117% no mês de junho em Rondônia

 



Carteira de Trabalho — Foto: Divulgação/prefeitura de Rio das Ostras

Carteira de Trabalho — Foto: Divulgação/prefeitura de Rio das Ostras

No mês de junho foram criados 2.791 novos postos de trabalho em Rondônia, segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O número é 117% maior que o registrado no mês anterior, que foi de 1.284.

Fevereiro foi o segundo melhor mês do primeiro semestre de 2021, com um saldo de 1.853 novos empregos. Somados os primeiros seis meses deste ano, foram criados 8.078 postos de trabalho.

Saldo de empregos em Rondônia em 2021
Junho foi o mês com o maior saldo no primeiro semestre
Novos postos de trabalho6086081.8531.8537977977457451.2841.2842.7912.791JaneiroFevereiroMarçoAbrilMaioJunho050010001500200025003000
Fevereiro
Meses 1.853
Fonte: Caged

Ao todo, 8.730 pessoas foram demitidas em todo o estado em junho, enquanto 11.521 foram contratadas. O setor de comércio foi o que mais abriu novos empregos, contratando 1.053 mais pessoas do que as foram demitidas no mesmo período.

O setor da agropecuária foi o que menos demitiu, com 173 desligamentos, enquanto o da Indústria foi o que apresentou o menor saldo de empregos, com 331 novos postos de trabalho criados em 30 dias.

Admitidos e desligados por setor no mês de junho

SetorAdmitidosDesligadosSaldo
Agropecuária508173335
Comércio4.6863.6331.053
Construção941599342
Indústria1.9791.648331
Serviços3.4072.677730
Total11.5218.7302.791

Dos contratados, 7.076 eram homens e 4.445, mulheres. A maioria tinha entre 18 e 24 anos e mais de 7,4 mil tinha o ensino médio completo.

Região Norte

Rondônia foi o terceiro estado da Região Norte com o maior saldo de novos empregos, ficando atrás apenas do Pará e Amazonas:

  1. Pará - 10.051
  2. Amazonas - 5.423
  3. Rondônia - 2.791
  4. Tocantins - 1.687
  5. Acre - 967
  6. Roraima - 768
  7. Amapá - 377

O estado fica a frente do Amazonas na Agropecuária, com 335 de saldo, frente a apenas 53 no estado vizinho, e no Comércio, apresentando um saldo 1.053, tendo criado 116 mais empregos que o Amazonas.

Postar um comentário

0 Comentários