Oficina de dança valoriza cultura afro-brasileira

 A oficina foi ministrada para alunos de um colégio público de Vilhena e todos os participantes receberam certificados



Com a proposta de estimular os alunos a explorarem e fortalecerem sua identidade, autoestima e habilidades corporais a partir da dança, foi realizado neste mês de agosto em Vilhena a  oficina de dança afro-brasileira: “Reconstruindo o Quilombo”.

O ritmo marcante das pisadas e os movimentos de pernas, quadris e ombros, foram marcantes durante a oficina ministrada para alunos do Colégio Tiradentes de Polícia Militar de Vilhena ( CTPM V).

O projeto da oficina de dança foi coordenado pelo produtor cultural, Marcio Guilhermon que faz parte da Associação Cultural Diversidade Amazônica e do Ponto de Cultura e Mídia Livre Serpentário Produções que trabalha há 12 anos com projetos culturais que valorizam a cultura em Rondônia.

Marcio Guilhermon lembra que o projeto da oficina afro-brasileira: “Reconstruindo o Quilombo” foi contemplado pelo Prêmio Funarte Descentrarte promovido pela Fundação Nacional de Artes – Funarte.

De acordo com Marcio Guilhermon, a meta da oficina de dança que era atender 100 alunos com as atividades de forma gratuita foi alcançada, pois a oficina atendeu um grupo de mais de 100 alunos da escola, professores e servidores da instituição que receberam certificação de participação.

O produtor cultural lembra que a oficina contou com as aulas de dança de maculelê, samba de roda, capoeira e roda de conversa sobre a valorização da cultura local.

O coordenador do projeto, Marcio Guilhermon, explica que as atividades da oficina foram realizadas respeitando todas as normas de segurança para evitar a proliferação da doença do COVID-19.

“Essa oficina teve como objetivo mostrar uma cultura que é nossa, mas com os quais as pessoas não têm muito contato, mostrando assim toda a riqueza dos nossos ritmos, da nossa dança. São ritmos que contagiam porque estão na gente. Agradeço a todas as pessoas que participaram deste projeto maravilhoso que valorizou a cultura afro-brasileira em Vilhena através da dança. Obrigado a todos”, disse Marcio Guilhermon.

Postar um comentário

0 Comentários