Professor com mestrado pede emprego em semáforos

 

Mestre em Estudos de Linguagem, o professor e jornalista Eduardo Durães Júnior, que está desempregado, passou a usar um cartaz impresso com suas informações profissionais para pedir emprego nos semáforos de Belo Horizonte (MG) e região metropolitana. O docente levou consigo em várias ocasiões um cartaz com a seguinte mensagem: "sou jornalista, professor e tenho um mestrado. E também uma filha pra sustentar! Você pode me ajudar?". O docente distribui paçocas a quem se dispõe a conversar com ele. 

"Na cidade industrial (bairro da cidade de Contagem-MG), foi melhor. Um sujeito, ao receber a paçoca, me ofereceu 5 reais: 'É pra te ajudar'. Ri e recusei, dizendo que não estava ali pra pegar dinheiro. Outro ofereceu-me moedas", disse Durães Júnior, de acordo com relatos publicados pelo portal Uol

"Fui dar visibilidade à minha luta: pedir um emprego de verdade, algo digno, um que pague um salário pelo trabalho que executo sempre com dedicação, empenho e esforço. Enviar currículo parece não resolver. Sequer respondem: 'recebemos o documento'. Estar no LinkedIn, muito menos; ter instagram, facebook, tampouco", afirmou.

Postar um comentário

0 Comentários