Richarlison explica revolta por não cobrar pênalti no Everton: "Esperei três anos pela minha vez"

 

Atacante foi contrariado e não pôde bater penalidade na vitória sobre o Brighton. Técnico Rafa Benítez diz que batedor oficial é Calvert-Lewin, enquanto o brasileiro é a segunda opção




No último sábado, o atacante Richarlison ficou nervoso por não poder cobrar um pênalti na vitória do Everton por 2 a 0 sobre o Brighton, que manteve a equipe invicta e no alto da tabela do Campeonato Inglês. O brasileiro falou sobre o climão em um comentário no Instagram.

- Para quem não sabe, aqui existe uma hierarquia onde esperei três anos para chegar a minha vez - disse Richarlison.

No lance do segundo gol, Richarlison discutiu com o inglês Calvert-Lewin, querendo bater o pênalti. Afastado pelos colegas, o brasileiro teve de deixar o camisa 9 bater e fechar o placar. Na comemoração, Richarlison seguiu os companheiros, que o contiveram instantes antes, para celebrar com Lewin. Mas o camisa 7 demonstrou visível desconforto em campo no restante da partida. Nervoso, ele recebeu cartão amarelo apenas quatro minutos após a confusão com Lewin.

O técnico do Everton, Rafa Benítez, comentou o ocorrido após a partida. Ele deixou claro que o cobrador oficial da equipe é o atacante inglês, enquanto Richarlison é a segunda opção nas cobranças.

- No pênalti, (Dominic Calvert-Lewin) é o primeiro a cobrar, Richarlison sabe que é o segundo. O principal é que ele marcou e nós vencemos. Temos que lutar nos treinos para ver quem converte mais pênaltis, mas no momento Dominic é o primeiro. Já tivemos essa conversa e eu disse a ele que se tivéssemos duas penalidades, a primeira é de Dominic e a segunda é dele - disse o treinador.

Essa não foi a primeira vez que dois jogadores do Everton discutiram por causa de uma cobrança de pênaltis. Em janeiro de 2015, num jogo contra o West Brom, Kevin Mirallas pegou a bola de Leighton Baines, que era o cobrador oficial e tinha alto índice de acerto nas penalidades. O atacante belga teve a permissão de bater, ao contrário do caso de Richarlison.

Porém, Mirallas errou a cobrança, mandou a bola pela linha de fundo e o jogo terminou num empate sem gols. A vitória quebraria uma sequência de resultados ruins da equipe de Liverpool naquele momento.

Richarlison nervoso

Convocado por Tite para as Eliminatórias da Copa do Mundo, Richarlison não foi liberado para defender a seleção brasileira, junto com todo os outros brasileiros que atuam na Inglaterra, em uma ação conjunta dos clubes da Premier League que desagradou alguns atletas sul-americanos.

Richarlison também está envolvido em especulações sobre o seu futuro. Segundo a imprensa europeia, o brasileiro pode deixar o Everton para substituir Kylian Mbappé no Paris Saint-Germain, caso o francês acerte sua transferência para o Real Madrid. Na sexta-feira, o técnico do Everton, Rafa Benítez, disse que confia na permanência de Richarlison no clube. Ou seja, dois fatores que podem justificar, talvez, o nervosismo do ex-jogador do Fluminense.


Fonte: Ge

 

Postar um comentário

0 Comentários