Rondônia recebe nova remessa com 50.310 doses de vacinas da Pfizer

 Rondônia recebe nova remessa com 50.310 doses de vacinas da Pfizer

A Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) recebeu nesta quinta-feira (5), na Central de Rede de Frio, em Porto Velho, mais um lote com 50.310 doses de vacina contra a covid-19 da farmacêutica Pfizer.

De acordo com o diretor geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima, “essa remessa não tem destinação específica. É a primeira vez que isso acontece. O Ministério da Saúde deixou os municípios, que são responsáveis pela aplicação do imunizante, livres para direcionar a aplicação, mas, claro, dentro do Plano Nacional de Imunização (PNI) definido pelo Ministério da Saúde (MS). Por isso é importante que todas as pessoas fiquem atentas ao público que está sendo vacinado no seu município e vá tomar a vacina o quanto antes”, ressaltou o diretor.

O superintendente do MS em Rondônia, Irgo Mendonça, disse que “juntando as duas últimas remessas, de ontem e hoje, Rondônia já recebeu do Ministério um total de 1.307.598 (um milhão, trezentas e sete mil, quinhentas e noventa e oito) doses, sendo 462.908 da CoronaVac, 568.000 da AstraZeneca, 242.190 da Pfizer e 34.500 da Janssen”, detalhou Irgo explicando que agora a vacina Pfizer tem um período maior de validade e por isso pode ser enviada para os 52 municípios de Rondônia.

Ainda segundo o diretor-geral da Agevisa, “essas doses recebidas na quarta-feira e quinta-feira serão distribuídas para as seis Gerências Regionais de Saúde (GRS) localizadas em Ji-Paraná (10.764), Cacoal (5.604), Vilhena (5.118), Ariquemes (3.756), Rolim de Moura (5.328) e Porto Velho (19.740)”.

Ele ainda explicou a importância da aceleração da vacinação nos 52 municípios do Estado. “Estamos com um plano de aceleração de vacinação dando apoio aos municípios e do dia 19 a 24 de julho já conseguimos aplicar mais de 17 mil doses em vários municípios no sistema drive-thru”, salientou.

Com isso, até o momento, de acordo com o último boletim da Agevisa, 59,2% da população vacinável já receberam a 1ª dose e 20,8% foram imunizados com a 2ª dose em todo o Estado. Esse índice tende a aumentar com a redução no intervalo entre as duas doses.

A medida foi adotada em Rondônia em relação a 2ª dose das vacinas AstraZeneca e Pfizer, para garantir a proteção contra a variante Delta do coronavírus que circula em todo o país. De acordo com o novo protocolo adotado pela Sesau a 2ª dosagem de ambas possam ser aplicadas em 45 e 60 dias respectivamente.

Mas vale lembrar sobre o perigo da variante Delta (D), que já causou 37 mortes no País, devido à ação do vírus, que é superior ao SARS-CoV-2.

Postar um comentário

0 Comentários