Semur cassa licença de construção do aterro sanitário de empresa do grupo Amazon Fort


 

A decisão foi publicada na edição extraordinária do Diário Oficial dos Municípios e atendeu o ofício da 15ª Promotoria de Justiça

A Secretaria Municipal de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo (Semur) cassou a licença de obras da empresa Ecofort Engenharia Ambiental, pertencente ao grupo Amazon Fort, suspendendo, por conseguinte, o aterro sanitário em construção no quilômetro 16 da BR-319, sentido Humaitá.

A decisão foi publicada na edição extraordinária do Diário Oficial dos Municípios e atendeu o ofício da 15ª Promotoria de Justiça recomendando a paralisação dos serviços em razão de irregularidades apontadas nos relatórios EIA/RIMA.

Segundo o MP, as obras não apresentaram regularidade nos impactos ambientais, a exemplo das soluções mitigando o efeito poluidor dos futuros serviços da estrutura. A Amazon Fort estava construindo o aterro para oferecer os serviços à cidade de Porto Velho.

Postar um comentário

0 Comentários