Covid: Dos 102 leitos de UTI disponíveis em Rondônia, apenas 36 estão ocupados

 


Em fevereiro, todos os mais de 300 leitos criados no estado estavam ocupados. Relembre a ocupação dos leitos de UTI no primeiro semestre de 2021

Rondônia tem 35,3% dos leitos de UTI destinados ao tratamento da Covid-19 ocupados em Rondônia, segundo dados divulgados através do painel da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Ao todo, dos 102 leitos de UTI Covid disponíveis, apenas 36 estão ocupados.

Em fevereiro, todos os mais de 300 leitos criados no estado (para atender especificamente pacientes da Covid-19) estavam ocupados. Na época, mais de 90 pessoas de Rondônia foram enviados para outros estados para tratarem a doença.

Em março, 102 pacientes positivados com Covid-19 esperavam por uma vaga de UTI. Em Porto Velho, os sete hospitais com UTIs para atender pacientes de coronavírus estavam com 100% de ocupação.

Queda

Em abril, após quase três meses com registros diários de fila de espera por um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Rondônia, os números de internações por Covid-19 começaram a cair. O estado chegou a ficar 10 dias sem pacientes aguardando por vagas na rede pública de saúde

Em julho, a Unidade de Assistência Médica Intensiva (AMI) e o Hospital de Campanha da Zona Leste de Porto Velho, não tinham mais pacientes internados com Covid-19.

E no final do segundo semestre de 2021, o governo de Rondônia começou a reduzir a quantidade de leitos nas unidades de saúde.

Leitos clínicos

Segundo dados do Painel Covid da Sesau, dos 101 leitos clínicos para o tratamento da Covid, 28 estão ocupados.

Postar um comentário

0 Comentários