Daniel Dias se despede das Paralimpíadas emocionado: "É uma vida dedicada a isso aqui"



O 27 vezes medalhista paralímpico encerrou sua participação nos jogos de Tóquio


A história de Daniel Dias nas Paralimpíadas chegou ao fim. O 27 vezes medalhista paralímpico encerrou sua participação nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, que já havia anunciado que seriam seus últimos. Daniel ficou na 4ª posição na prova dos 50m livres da classe S5.

É uma vida dedicada a isso aqui
— Daniel Dias
Ativar som

Daniel Dias se emociona na despedida das piscinas: "Acabou, mas estou feliz"

O nadador encerrou sua participação nos Jogos Paralímpicos de Tóquio com três medalhas de bronze: bronze nos 100m e 200m livre S5 e no revezamento misto 4x50m livre 20 pontos. Ao fim de sua última prova, Daniel comemorou muito emocionado sua despedida.

- Eu to muito feliz. Eu só tenho que agradecer a Deus pelo dom que me deu.


A lenda do esporte paralímpico brasileiro mal conseguia falar de tanta emoção.

- Deus fez infinitamente mais do que eu pedi, do que eu pensei. Se eu escrevesse isso não ia ser tão perfeito quanto foi. Não é choro de tristeza, eu tô muito feliz.

Agora Daniel vai focar na família. O nadador mandou um recado especial aos filhos. Só esqueceu de dizer que volta com mais medalhas para a coleção.

- Cada braçada é para eles. Papai tá chegando em casa, é isso que eu falo para eles.

Daniel Dias sai emocionado da piscina  — Foto: ALE CABRAL/CPB

Daniel Dias sai emocionado da piscina — Foto: ALE CABRAL/CPB

Quem também se emocionou com a despedida de Daniel foi o comentarista do SporTV, e ex-nadador, Clodoaldo Silva. Foi por causa de Clodoaldo que Daniel Dias seguiu no esporte paralímpico.

- Como foi legal surgir o Daniel com uma deficiência, que até um tempo atrás estranhava e causava medo nas pessoas. E ver o Daniel no esporte paralímpico você mostra que não precisa ter estranhamento, que não tem que ter medo. Pelo contrário: você tem que ter admiração.


O também medalhista paralímpico deixou um recado. Clodoaldo relembrou a necessidade de haver incentivo, oportunidade e respeito pelas pessoas com deficiência.

-Mostra para a sociedade que nós, pessoas com deficiência, qualquer que seja ela, não precisamos estar segregados, não precisamos estar separados. Não precisamos ter os outros nos olhando com peninha. O que a gente precisa é de oportunidade. O que a gente precisa é ter acessibilidade.


Fonte: Ge

Postar um comentário

0 Comentários