Pintor morre dentro de caixa d'água vazia após mal-estar em Porto Velho



Um pintor identificado como Rafael da Silva Carvalho,de 38 anos, acabou morrendo enquanto trabalhava com um amigo dentro de uma caixa d´água vazia. O fato aconteceu no domingo (19) na avenida Campos Sales com a rua Algodoeiro, zona sul de Porto Velho.

Segundo testemunhas do local, os trabalhadores estavam realizando a pintura no interior da caixa, quando um deles, o amigo do Rafael (que estava dentro da estrutura), passou mal.

Rafael então avisou algumas pessoas sobre o ocorrido, mas temendo a morte do amigo, decidiu resgatá-lo. Porém ele também passou mal e desmaiou dentro da estrutura.

Na ocorrência registrada pelo Corpo de Bombeiros diz que a escotilha de acesso da caixa d'água tinha um diâmetro "muito pequeno", o que prejudicou a rápida a entrada da guarnição com o cilindro de oxigênio para socorrer o trabalhador.


Mesmo diante da dificuldade, os militares conseguiram colocar dois cilindros na parte interna da caixa d'água, para assim "dissipar" os gases tóxicos e por fim fazer a retirada das vitimas.

O amigo de Rafael foi o primeiro a ser retirado. Ele apresentava sinais vitais, foi atendido pela equipe do Samu e depois encaminhado ao Hospital João Paulo II. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que o paciente precisou ser intubado, não apresenta sinais de hemorragia ou fraturas, tem leve edema cerebral com apagamento de sulcos e giros corticais. O paciente deu entrada na unidade pintado com spray.

Equipes do Corpo Bombeiros e do Samu tentaram reanimar Rafael, mas a vítima não apresentou sinais vitais, sendo então constado o óbito ainda no local.

Após os trabalho de perícia, o corpo de Rafael foi levado ao Instituto Médico Legal (IML).

Postar um comentário

0 Comentários