Prova de vida do INSS: Mais de 50 mil moradores podem ter benefícios suspensos por pendências

 


Prova de vida é obrigatória para aposentados e pensionistas que recebem benefícios por meio de conta corrente, poupança ou cartão magnético. Veja como fazer a prova de vida

Mais de 50 mil rondonienses ainda não fizeram a prova de vida no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e correm o risco de ter os benefícios suspensos.

prova de vida é obrigatória para aposentados e pensionistas que recebem benefícios por meio de conta corrente, poupança ou cartão magnético. A comprovação voltou a ser obrigatória a partir de 1º de junho.

Segundo dados obtidos pela Rede Amazônica, Rondônia tem 253.336 segurados em folha e deste total, 134.483 moradores tinham feito a prova de vida até julho deste ano e outros 64.163 fizeram ainda em 2020.

Com isso, 54.690 pessoas estão com cadastro pendente (conforme os dados mais recentes do INSS em Rondônia).

A prova de vida está sendo feito conforme calendário do INSS. Os segurados que não fizeram a prova de vida até abril de 2020 tinham até o dia 30 de junho para fazer a comprovação de que estão vivos para continuar recebendo os benefícios.

O procedimento serve para evitar fraudes e garante a manutenção do pagamento (veja o calendário abaixo).



Postar um comentário

0 Comentários