Sinjor marca retorno às atividades presenciais com reunião de Comissão de Fiscalização de Registros



Presidente Zacarias Pena Verde reforça pedido de anistia para os inadimplentes e diz que organização do Sinjor é necessária

Com o retorno das atividades presenciais na quarta-feira última (15), o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Rondônia (Sinjor) abriu a pauta do segundo semestre desse ano com reunião da Comissão de Fiscalização de Registros Profissionais que, dentre outras questões, tabulou aspectos de anistia para os inadimplentes, modernização do site do Sinjor e encaminhamento dos debates que devem permear as próximas reuniões da atual gestão do órgão, presidido pelo jornalista Zacarias Pena Verde.

“Estamos encorajados a este novo momento. Sabemos que a situação ainda exige muita cautela e cuidados redobrados, em função dessa pandemia. Sentimos a perda de grandes amigos, profissionais da categoria em função da Covid-19, e é por isso que o atendimento presencial deve ser retomado com muita atenção e cuidado”, argumenta o presidente Zacarias Pena Verde.

A primeira reunião de retorno do atendimento presencial no período pós-pandemia aconteceu na sede do Sinjor, situado no bairro Arigolândia, estrutura do estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho. Das questões discutidas pela Comissão de Fiscalização, destaque para o agendamento de visitas do Sindicato às entidades, órgãos e empresas que absorvem a demanda de profissionais da categoria em seus quadros de funcionários.

Em sua fala de abertura nos trabalhos dessa primeira reunião de retorno, o presidente Zacarias Pena Verde destacou aos demais integrantes da Comissão que o objetivo dessa empreitada é propor uma revisão de registros profissionais pela Superintendência do Trabalho em Rondônia (SRT). No entanto, segundo ele, não se trata de um “caça às bruxas”. Ele explica que uma revisão vai possibilitar a identificação de possíveis irregularidades, “considerando o número altíssimo de registros concedidos a pessoas que não possuem relação com a categoria dos jornalistas”, defende Zacarias.

A perspectiva tomada pelo Sinjor, segundo Zacarias Pena Verde, é a de que a representatividade desse profissional tem muito a ganhar com essa remodelação. E ele explica que não se trata de nenhuma mudança radical, “apenas uma organização necessária para que possamos ter a exata dimensão de quem é o jornalista neste Estado”, explica. Ao se posicionar sobre essa questão, Zacarias também fez ressalvas à importância de inserir o jornalista profissional de Rondônia no contexto das grandes pautas que movem os paradigmas internacionais. “O que esta gestão está propondo é uma organização para que possamos melhor aparelhar o verdadeiro jornalista. Isso é importante para que este profissional não seja confundido com os falsos profissionais”, finaliza.

Para a próxima terça-feira (21), a Comissão de Fiscalização do Sinjor tem visita agendada para a sede da assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Porto Velho. De acordo com as informações, trata-se de uma presença informal com o intuito de esclarecimentos sobre as questões de mobilização da categoria e reaproximação institucional. Paralelo às visitas que devem ocorrer durante todo este segundo semestre, o Sinjor também dá início a um levantamento geral dos registros expedidos. “Vale lembrar que o Ministério Público de Rondônia já emitiu orientação para que órgãos públicos regionais não contratem pessoas de outras áreas para as funções de jornalista”, lembra o presidente. A Comissão de Fiscalização é composta pelos jornalistas Miro Costa, Marcos Grutzmacher, Nil Penna, Wedner Moreira e Alexandre Fernandes.

Galeria de Fotos:

Postar um comentário

0 Comentários