Visitante indigesto: Atlético-MG alcança a sétima vitória neste Brasileirão jogando fora de casa



O Atlético-MG disputou 11 partidas como visitante até aqui neste Campeonato Brasileiro. Dos 42 pontos do líder da Série A, 23 foram conquistados jogando longe de seus domínios. O Galo chegou à sétima vitória ao bater o Fortaleza, nesse domingo, por 2 a 0 (veja acima) , decretando a primeira derrota da equipe cearense como mandante. O time alvinegro tem sete vitórias, dois empates e duas derrotas como visitante.

O desempenho fora de casa sempre foi uma questão para o Atlético. Não em 2021. Nesta temporada, o time de Cuca mostra, até aqui, uma campanha como visitante quase tão boa quanto como mandante. Em casa, o Galo fez oito jogos, venceu seis, perdeu um e empatou um. A partida contra o Grêmio, pela 19ª rodada, no Mineirão, foi adiada.

O técnico Cuca explicou a boa fase do Atlético jogando também fora de casa. Ele destacou que o Galo mantém o mesmo padrão de jogo como mandante e como visitante.

- É porque tem um padrão de jogo, uma maneira de jogar, tanto em casa quanto fora a gente tenta não fugir daquilo que a gente tem construído. Tem uma estrutura muito forte e sólida, defensivamente somos uma defesa bem postada com dois zagueiros, com três zagueiros, com três atacantes, com dois, a gente tem variado bastante o esquema, utilizado bastante jogadores.

Cuca ressaltou que o Atlético só é líder do Brasileirão, com vantagem de sete pontos para o Palmeiras, segundo colocado, por conta da campanha que vem fazendo longe do Mineirão.

- Eu acho que esses 23 pontos que a gente ganhou dos 33 que a gente disputou fora é que faz a gente estar no topo da tabela, porque pra você chegar, primeiro você tem que ganhar pontos em casa e fora também.

Para o treinador, outro motivo para o bom desempenho atleticano nesta Série A é a força do elenco. Ainda na disputa pela Copa do Brasil e pela Copa Libertadores, Cuca tem utilizado bastante jogadores do banco, que entram e, em vários casos, resolvem. Ele exaltou o grupo do Galo.

- Cada jogo você tem que provar. O grupo é um grupo em formatação, mas é um grupo que a gente vê que eles vêm aderindo uma vontade muito grande de ir além, não parar por aí, de seguir. Eu não sei até onde nós vamos chegar nas três frentes que a gente está, mas a gente tem a devida noção da importância que são esses campeonatos pro Atlético. Então a gente não tem pensado em outra coisa que não se doar ao máximo, pessoal está agregando um ao outro, hoje já não precisa mais ficar gritando pra posicionar, eles já sabem o posicionamento que tem que fazer, tanto na parte ofensiva quanto defensiva.

Cuca; Fortaleza x Atlético-MG  — Foto: Kely Pereira/AGIF

Cuca; Fortaleza x Atlético-MG — Foto: Kely Pereira/AGIF

Cuca ainda ressalta que tem espaço para melhora e evolução dentro da equipe.

- E quando um grupo atinge um momento desses assim, o trabalho do treinador fica um pouco diminuto, fica um pouco mais fácil assim, porque já sabem de que maneira fazer as coisas dentro do campo e estão atingindo um conjunto, um entrosamento que eu acho que ainda temos uma margem pra dar uma melhorada.

O Galo tem pela frente o Fluminense, nesta quarta-feira, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no Mineirão. No sábado, o time de Cuca enfrenta o Sport, também em casa, pela 21ª rodada do Brasileiro.


Fonte: Ge

Postar um comentário

0 Comentários