Willian prefere não cravar briga do Corinthians por título e diz ter "alto nível por mais uns anos"


 

Fora do jogo do Corinthians desta terça-feira, contra o Juventude, Willian concedeu uma entrevista coletiva no CT Joaquim Grava na tarde desta segunda. Nela, falou sobre o projeto de voltar à seleção brasileira, as frustrações vividas no Arsenal, e os planos no Timão.

Aos 33 anos, Willian assinou um contrato com o Corinthians até 2023. Segundo ele, não há nenhuma restrição ao posicionamento na parte ofensiva do campo. Está à disposição de Sylvinho para jogar onde o técnico preferir.

– Tive poucas conversas com ele, mas não chegamos a conversar sobre isso, até porque ele me conhece, meu estilo de jogo. Eu não tenho nenhum problema nas minhas posições ali da frente, por dentro, pela esquerda ou pela direita, estou à disposição para ser utilizado da melhor forma que ajudar a equipe. Eu vim dar o meu melhor independente da posição, elevar o nome do Corinthians ainda mais – disse o jogador, durante a entrevista coletiva.

– Infelizmente não deu certo o projeto que eu pensava que ia dar no Arsenal. Não deu liga. Por isso tomei essa decisão de sair do clube, rescindir, para voltar ao Corinthians.


De volta ao Brasil após 14 anos, Willian foi questionado se está no auge da carreira.

– Eu me sinto bem. Claro que tenho 33 anos hoje, mas me sinto bem. Creio que ainda posso jogar em alto nível mais alguns anos, sem dúvida nenhuma. Vou me preparar bastante, continuar sempre me cuidando para que eu possa jogar no alto nível, rendendo o que todos esperam de mim. Vou fazer o máximo de esforço possível para estar sempre bem e ajudando o Corinthians.

Para ele, o título brasileiro ainda não é factível. O Timão está em sexto lugar.

– É difícil falar nisso agora. É claro que se perguntar para os jogadores, todos querem e vão dizer que o objetivo é o título. Mas temos que pensar passo a passo, jogo a jogo. Temos jogadores novos chegando, o entrosamento se ganha com o tempo. Então nosso objetivo principal é pensar jogo a jogo, assim vamos indo e, se for possível uma busca pelo título, brigar até o final.

Projeto seleção brasileira

Ainda sem as condições físicas ideias para estar em campo, Willian tem o projeto de atuar bem no Corinthians para chegar novamente à seleção brasileira, comandada por Tite. Ele disputou com o técnico a última Copa do Mundo, em 2018, na Rússia.

– Eu sempre tive esse objetivo de vestir a camisa da Seleção. Sei que tive um ano difícil na temporada passada, não foi bom para mim, nas nunca deixei de pensar e sonhar em vestir novamente a camisa da Seleção. Creio que eu estando bem no Corinthians, minhas chances crescem de voltar para a Seleção. Mas o meu objetivo é estar bem no Corinthians, vencendo os jogos, para então voltar. Não tive proposta de nenhum outro clube brasileiro, deixei claro que o único time que voltaria seria o Corinthians. 


Confira outros pontos da entrevista coletiva de Willian:

O que mudou para decidir retornar ao Brasil
– Eu sempre, em todas as entrevistas, disse que não tinha o desejo de voltar ao Brasil ainda, que o objetivo era permanecer na Europa. Mas os planos mudam. Durante todo esse período que eu tive nos últimos meses, o Corinthians fez um grande esforço para me ter aqui novamente. Eu fiquei muito feliz por todo o esforço que a diretoria fez, as mensagens dos torcedores, foi a melhor decisão que pude tomar. Poder jogar aqui, me sentir feliz novamente. Eu realmente não estava me sentindo feliz onde estava. Eu me sinto feliz aqui no Corinthians, todo mundo me recebeu muito bem. Estou muito feliz de poder estar no Corinthians novamente.


Amadurecimento nos 14 anos fora do Brasil
– Faz um bom tempo, né. Sai do Corinthians em 2007, tinha 19 anos, muito jovem ainda. Eu tinha sonhos e objetivos com a camisa do Corinthians, e isso parou no meio do caminho durante um bom tempo, agora espero que possa se concretizar. Eu voltando para o Corinthians, o time que fui revelado, que eu sempre torci, família toda corintiana, então espero dar sequência naquilo que não terminei. Espero conquistar títulos com a camisa do Corinthians.

Nível do futebol brasileiro
– Muitos jogadores estão voltando, acho que isso eleva ainda mais o futebol brasileiro, cresce a qualidade individual e de todas as equipes. O Campeonato Brasileiro é um dos mais difíceis do mundo pela quantidade de times que podem chegar ao título. Ter jogadores de nome voltando é muito bom para o futebol brasileiro.

Esforços para retornar
– Sinceramente, acho que chega uma hora que a parte financeira não é o mais importante. As conversas que eu tive com a diretoria, demostraram toda a vontade de me ter no Corinthians de novo, vale muito mais que qualquer dinheiro. A forma que eles conduziram a negociação, jogadores mandando mensagens querendo que eu viesse. É muito gratificante. A equipe que eu sai, querendo minha volta. Deu liga, né. O que não deu liga no Arsenal, deu aqui, espero que continue assim.

Qual título quer conquistar?
– Eu tenho sonhos com a camisa do Corinthians de conquistar títulos, de dar alegria para o torcedor corintiano. Tudo leva um tempo, é um processo, tenho que me adaptar ao clima, ao futebol brasileiro, é tudo um processo. Mas os sonhos e objetivos são esses, continuar vencendo com a camisa do Corinthians, continuar a história que foi interrompida anos atrás.

Qual o melhor ataque do Brasil?
– Eu jogo essa pergunta para você de volta (risos). Deixo para vocês da imprensa falarem.


Fonte: Ge

Postar um comentário

0 Comentários