F1: Bottas vence na Turquia, e Verstappen retoma liderança de Hamilton



Valtteri Bottas, da Mercedes, à frente de Max Verstappen, da Red Bull, durante o GP da Turquia de Fórmula 1

Marcado por uma garoa fina que atrapalhou a estratégia das equipes, o GP da Turquia, ocorrido na manhã de hoje, acabou com vitória de Valtteri Bottas (Mercedes) sem grandes sustos.

Max Verstappen (Red Bull) foi o 2° e, com isto, retomou a liderança da temporada da Fórmula 1, já que Lewis Hamilton (Mercedes), que largou em 11°, acabou em 5°. Agora, o holandês tem 262,5 pontos contra 256,5 do britânico.

O pódio foi fechado com Sergio Pérez (Red Bull), que viu Charles Leclerc (Ferrari) adiar o seu pit stop e superou o monegasco na reta final da prova em Istambul.

O UOL Esporte fez um resumo do que foi o 16° evento da categoria na manhã de hoje. Confira abaixo:

Largada com "sanduíche"

O "vai e vem" da chuva tomou conta da pista de Istambul desde as primeiras horas do dia. Diante disso, a pista não ficou completamente seca, e todos os pilotos optaram por largar com pneus intermediários.

Respectivamente iniciando na 1ª e 2ª posição, Bottas e Verstappen tiveram um início sem erros e mantiveram suas posições.

O grande incidente aconteceu logo atrás. Alonso, que saiu em 5° e avançou sobre Gasly após as luzes verdes, acabou sendo tocado pelo francês - que se defendia de Pérez - em um "sanduíche" formado na curva 1.

O espanhol acabou ficando para a parte final do pelotão, enquanto o piloto da AlphaTauri foi punido com cinco segundos - e ficou atrás de Pérez.

Hamilton, que iniciou a prova em 11° por conta da troca parcial de motor, ganhou inicialmente apenas a posição de Alonso. Ainda na 1ª volta, no entanto, ele ultrapassou Vettel.

Alonso punido e japonês segurando Hamilton

Depois de rodar e ficar entre os últimos colocados, Alonso partiu para o ataque e foi para cima de Mick Schumacher. Na ânsia de recuperar posições, acabou tocando no carro do alemão e, assim como Gasly, tomou punição de cinco segundos.

Enquanto isso, Hamilton sofreu para passar Tsunoda, que estava em 8°. O japonês da AlphaTauri - que tem parceria com a Red Bull - segurou a posição por oito voltas, ampliando a vantagem dos líderes em relação ao britânico. Paciente, o heptacampeão esperou o melhor momento para, com segurança, superar o adversário.


Fonte: UOL

Postar um comentário

0 Comentários