Banner

Sedam ouve lideranças das Comunidades Extrativistas da Resex Rio Pacaas Novos,para implantação de Projetos Suatentáveis


 

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, tem incentivado a implantação de projetos sustentáveis em reservas extrativistas e, para tanto, nesta sexta-feira (15), o secretário da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental de Rondônia, Marcilio Leite Lopes, participou de uma reunião na Secretária Regional  da Casa Civil de Guajará-Mirim, com representantes de diversas comunidades extrativistas tradicionais da RESEX RIO PACAAS NOVOS, de Guajará-Mirim, tendo como pauta principal o debate sobre a implantação de projetos sustentáveis, que irão proporcionar melhorias no desenvolvimento social e econômico, tanto na perspectiva familiar como coletiva dos comunitários extrativistas, além de dar suporte a gestão pela SEDAM na Reserva Extrativista Rio Pacaas Novos e outras Unidades de Conservação do Estado.

"Projetos sustentáveis, já estão sendo desenvolvidos e em implantação em outras Reservas Extrativistas do Estado; a exemplo da Resex Rio Preto Jacundá, localizada em Machadinho D'Oeste, já implantado e em franco desenvolvimento o projeto de carbono voluntário e de manejo florestal sustentável madeireiro; bem como na Resex Rio Cautário, em Costa Marques, onde está sendo implantado um projeto também na modalidade carbono voluntário, onde ambas as Reservas serão visitadas por representantes das comunidades extrativistas da Resex Rio Pacaas Novos, com o intuito de vivência e compreensão dos projetos, e também o intercâmbio entre comunitários. Considero que a reunião foi de suma relevância para as comunidades presentes, onde os mesmos dialogaram, solicitaram e aprovaram algumas iniciativas, como: 1) Solicitação de abertura de estradas vicinais para melhoria da logística de acesso as comunidades extrativistas, hoje feita em sua maioria pelo Rio Pacaas Novos (que no verão amazônico pode durar até 3 dias da cidade de Guajará-Mirim até as comunidades da Reserva Extrativista Rio Pacaas Novos), o que dificulta, além do acesso, possíveis socorros emergenciais; e com as estradas vai possibilitar a implantação da rede de energia elétrica até as comunidades, melhorar o acesso dos comunitários e da visitação, dinamizar  o comércio de produtos da agricultura familiar e da floresta, agilizar procedimentos logísticos de apoio a saúde, potencializar o turismo (outra atividade econômica com grande potencial de desenvolvimento, que também vamos dar apoio aos comunitários via SETUR), como também ampliar as políticas públicas do Estado; 2) Aprovação dos comunitários, da implantação de projetos sustentáveis e também da alocação de recursos financeiros por parte da SEDAM, para licitação e contratação de empresas especializadas, para coleta de dados e  elaboração dos estudos necessários a implantação de futuro projeto de carbono voluntário e de manejo florestal sustentável madeireiro, dois importantes ativos para o desenvolvimento sustentável dos comunitários nas reservas extrativistas do estado; 3) Melhoria no processo de liberação do acesso para visitação, por meio de autorização dos comunitários; 4) Fortalecimento das Cadeias Produtivas Bioeconomicas da Castanha do Brasil e da Borracha (Látex) da Seringueira; entre outras demandas que estão na pauta do governo do Estado para as reservas extrativistas", afirmou o secretário da SEDAM Marcílio Leite Lopes em entrevista à imprensa da "Pérola do Mamoré".



O secretário Executivo Regional de Guajará-Mirim, Cel Flávio Derzete da Mota, em sua participação na reunião, destacou a preocupação do governador Cel Marcos Rocha em ter aproximação com os "povos da floresta" e as comunidades extrativistas que vivem no entorno do Rio Pacaas Novos.

"Ouvimos os produtores rurais e pudemos colher as manifestações da necessidade de aberturas de estradas vicinais e energia elétrica, haja vista que pequenas agroindústrias estão querendo se instalar nas reservas. O governador Marcos Rocha e o secretário Marcílio Leite estão atentos às reivindicações das comunidades extrativistas", destacou Cel Flávio Derzete.

O presidente da Associação Primavera, Ronaldo Ferreira Lins, falando em nome dos representantes da comunidades extrativistas, elogiou a iniciativa do governador Cel Marcos Rocha em incentivar a implantação  dos projetos sustentáveis de carbono e manejo florestal da madeira, e do secretário Marcílio Leite em ouvir as lideranças e buscar soluções para os pleitos apresentados.

A reunião contou com as participações das comunidades de Primavera, Encrenca, Boa Vista, Santa Margarita e Santa Isabel além das participações on line das comunidades 90 e Nova Brasília.



Estiveram presentes: Márcia Dunice, assessora de Ações Turísticas da SETUR/RO; Willian Souza, coordenador de Turismo da SETUR/RO; Geuzenira Souza, gerente da EMATER/RO em Guajará-Mirim; Fábio França,  coordenador da CUC/SEDAM; Letícia Andrade, assessora de Governança Climática/SEDAM; Suelen Gregório da Silva, assessora de Descentralização Ambiental/SEDAM, Daniela Moreira dos Santos, assessora Especial para Gestão da Unidade de Conservação/SEDAM, além de técnicos da SEDAM/RO.

Texto: Antônio Queiroz

Fotos: Miro Costa

Postar um comentário

0 Comentários